Martini, o Pequeno Demônio

Li “Martini, o Pequeno Demônio“, de Laura Udokay, muito rápido, pois é daqueles livros que te instiga a saber logo o final.
O livro conta a história de Liam, com infância não muito feliz e adolescência conturbada. Fã de Heavy Metal, canta e toca numa banda e rega a vida com álcool, cigarros, maconha e noitadas.
É a típica história de uma turma de garotos que vão morar juntos e fazem de tudo pra alavancar o sucesso de sua banda. Mas o mundo dá voltas, pessoas vêm e vão, e os propósitos da vida mudam.
O livro tem uma linguagem fácil, história cativante pra quem gosta de Heavy Metal e um final, no mínimo, realista.

Barbies do mal

Black Metal Barbies. Esse é o nome dado ao ensaio fotográfico de autoria da Antonella Arismendi, e publicado em 2008 na revista D-mode.
 
Achei muito bacana, com visual apropriado, extremo porém feminino e às vezes profano. Lindo!
 

 

 


 
Antonella também fez um ensaio como o nome de Seven Witches, bem mórbido.
 

 

 

As ilustrações de Ed Repka

Inaugurando a categoria “Arte”. Vou postar aqui trabalho de designers, ilustradores e artistas em geral. Pra começar, vamos ter posts sobre os responsáveis pelas capas de álbuns de Heavy Metal. Espero que vocês curtam! Comentem!
 
É indiscutível a importância de Ed Repka no mundo do Heavy Metal. Mais precisamente, no Thrash Metal!
Ele é o criador do logotipo do Dark Angel, do mascote do Megadeth, Vic Rattlehead e de capas de bandas como Venom, Whiplash, Toxic, Nuclear Assalt, Possessed e muitas outras.