O Prog Metal nacional

prog metal nacional

Sabe o tipo de pessoa que um hora não gosta de tal coisa, e tempos depois começa a gostar? Prazer, Iza!
Música de nerd, de punheteiro, de músico exibido, de meia hora de duração cada faixa…sim, eu já fiz todas essas piadinhas um dia, mas confesso que hoje um dos estilos que mais tenho ouvido é o Prog.
Como adoro vasculhar e encontrar bandas menos conhecidas, listei aqui algumas bandas brasileiras, afinal o Prog não é feito só de Dream Theater, Symphony X, Evergrey, Opeth, Fates Warning e Pain Of Savation, certo? Certo!

Bad Salad

Brasília/DF

Jack The Joker

Fortaleza/CE

Andragonia

São Paulo/SP

Noturnall

São Paulo/SP

Higher

Campinas/SP

Greenslevees

Curitiba/PR

Khallice

Brasília/DF

Akashic

Caxias do Sul/RS

Daydream XI

Porto Alegre/RS

MindFlow

São Paulo/SP

CONTINUE LENDO

Warrel Dane no Brasil: O colecionador de corações

Warrel Dane 05

Nevermore é uma das minhas bandas prediletas.
Há anos as canções escritas por Warrel Dane servem de trilha sonora pra vários momentos da minha vida.
Som pesado, muitas vezes torto, vocal diferente da maioria e letras fortes e intensas. Quantas vezes me peguei viajando ouvindo “Chances Three”?  Quantas vezes tive uma vontade incontrolável de bater cabeça ao som de “Beyond Within” ou “Final Product”? Quantas fossas ouvindo “Sell My Heart For Stones”? Ahh, o Nevermore!
Assisti a banda em 2006 no Live N’ Louder, mas sempre quis reviver um pouco daquela energia.
Sempre achei o Warrel Dane um dos melhores vocalistas do Metal. Voz potente, versátil e de extensão enorme...

CONTINUE LENDO

Noturnall – 29/03/2014 – Carioca Club

noturnall

Foi com um pé atrás que fui ao Carioca Club no último sábado assistir o Noturnall.
A banda é formada por integrantes remanescentes do Shaman e na bateria o já conhecido por nós, Aquiles Priester. A banda lançou seu primeiro álbum, auto intitulado, e com produção e participação do Russel Allen (Symphony X) e que já conta com recorde de vendas e ótimas críticas.
Nunca foi segredo pra ninguém que me conhece que eu tenho uma dificuldade enorme em digerir vocais muitos agudos. Nunca gostei de Shaman e derivados, como também nunca me interessei pelo trabalho do Thiago Bianchi. Vocal agudo pra mim só os do Michael Kiske e King Diamond, e olhe lá!
Pois bem, fui surpreendida (E eu adoro quando isso acontece!).

Além de ser o primeiro show da banda, foi também a gravação do DVD...

CONTINUE LENDO